“Primeiro, conserva-te em paz, e depois poderás pacificar os outros.
O homem apaixonado converte até o bem em mal, e facilmente acredita no mal.
O homem bom e pacífico, ao contrário, faz com que tudo se converta em bem.
Quem está em boa paz de ninguém desconfia; o descontente e perturbado, porém, é perseguido por várias suspeitas e não sossega, nem deixa os outros sossegarem.
Diz muitas vezes o que não conviria dizer, e deixa de fazer o que mais lhe conviria.
Preocupa-se com as obrigações alheias e descuida-se das próprias.
Procura ter, pois, cuidado contigo mesmo, e depois poderás tê-lo, com direito, em relação a teu próximo.”

– Tomás de Kempis, místico do século 15

Deixe uma resposta