‘Não reclamar da vida, não reclamar das circunstâncias, não reclamar de si mesmo, são três regras básicas no caminho do autoconhecimento.  Não ficar eufórico com a vida, não ficar eufórico com as circunstâncias, e não ficar eufórico consigo mesmo, são outras três regras básicas.  Uma sétima regra é:   “Ter metas claras e nobres e trabalhar por elas com calma, sem esperar resultados imediatos, mas olhando o horizonte amplo.” Estes sete procedimentos têm bons resultados a curto e a longo prazo. Eles nos fazem ver o mundo e a vida com as lentes da moderação, da flexibilidade, do discernimento e da objetividade.’ – Carlos Cardoso Aveline

‘Você só pode realmente desfrutar e caminhar alegremente por esta vida se você souber que você é mortal. Se você é constantemente lembrado disso, então todo este processo da vida irá se desprender do absurdo psicológico e da fisicalidade, e se direcionará para experimentar tudo.’

Read more

scenic view of clouds during dawn

‘Há ilusões pessoais, coletivas, científicas, espirituais, existem ilusões em todas as dimensões de ação humana. Olhando superficialmente o mundo vemos que grande parte dos indivíduos são ilusionistas, criando pequenos espetáculos circenses para si mesmos e os outros. Há ilusões criadas com a intenção de enganar o outro de forma a satisfazer ambições egoístas. Vemos isso diariamente no campo da política, da pesquisa científica, do marketing e do jornalismo sem ética, e também nas famílias. Mas talvez a maior parte das ilusões seja criada sem que a pessoa se dê conta, como anestésicos, de forma a proteger artificialmente o conforto psicológico e emocional, individual e coletivo. A verdade é como fogo, e o fogo além de iluminar queima. Entre a paz que resulta de enxergar o caminho e a dor que a chama provoca ao queimar os aspectos menos nobres da existência, são poucos os que optam por tentar conhecer e…

Read more

‘Talvez um dos problemas mais difíceis da era atual seja saber o que é importante, e o que não é; e decidir qual dos problemas que confrontam a humanidade deve receber atenção, e quais não devem; decidir, em resumo, exatamente onde deve-se definir os limites da batalha a ser travada na vida pessoal e individual. Porque parece claro que nenhum mortal comum pode ter a pretensão de enfrentar todos os problemas da raça humana, do país e da comunidade a que ele pertence. Este talvez seja o principal problema: há gente demais querendo fazer coisas em excesso. As pessoas estão tentando ser autoridades em assuntos excessivamente numerosos. Estão aventurando-se muito longe de casa, tanto intelectual como corporalmente, e desperdiçando, ao invés de conservando, as suas energias. Há um adágio que afirma: “o que diz respeito a cada um não diz respeito a mais ninguém”; e ele nos leva a perguntar-nos…

Read more

‘Eu diria que a Prática de fato é minha escolha consciente para manter-me viva. Não quero dizer apenas vivendo – eu posso manter-me alimentada, protegida e vestida. Eu quero dizer realmente viva. Engajada, motivada, refletindo sobre mim, intuitiva, vivamente viva. Às vezes, é uma escolha feroz. Uma escolha dura. Mas eu tenho medo de carvão apagado. E eu confio profundamente no fogo da Prática para manter-me indo adiante.’

Read more

Cultivar a opinião corretaDar atenção aos processos que geralmente realizamos de modo descuidado e desatento. Prestar atenção nas próprias representações mentais. Só emitir pensamentos significativos. Aprender a distinguir o essencial do acessório, o eterno do efêmero, a verdade da mera opinião. Ao escutar o que diz o próximo, procurar ficar totalmente quieto interiormente e renunciar a todo consentimento e, principalmente, a todo julgamento negativo (crítica, rejeição), também em pensamentos e sentimentos. Cultivar o juízo correto, que não depende de simpatia nem de antipatiaAté mesmo em relação às ações mais insignificantes, só tomar uma decisão com base numa ponderação plena e bem fundamentada. Todo procedimento impensado e toda ação irrelevante devem ser mantidos afastados da alma. Deve-se deixar de fazer aquilo que carece de um motivo significativo. Se estamos convencidos da retidão de uma decisão tomada, devemos nos ater a ela com toda a firmeza de ânimo. Cultivar a palavra corretaDos…

Read more

shallow focus photography of multicolored floral decor

Abraçar a moral de si próprio e alcançar pureza de pensamento através de educação e melhorias. Autossatisfação, simplicidade. Virtude da castidade, que se opõe à luxúria. Desprendimento, largueza. Dar sem esperar receber. Virtude da generosidade, que se opõe à avareza. Autocontrole, moderação. Constante prontidão para abster-se. Virtude da temperança, que se opõe à compulsão. Presteza, ética, decisão, concisão e objetividade. Ações e trabalhos integrados com as próprias crenças. Virtude da diligência, que se opõe à preguiça. Serenidade, paz. Resistência a influências externas e moderação da própria vontade. Virtude da paciência, que se opõe à ira. Compaixão, amizade e simpatia sem causar prejuízos. Virtude da benevolência, que se opõe à inveja. Modéstia. Comportamento de total respeito ao próximo.Virtude da humildade, que se opões à soberba.

green grass close up photo

Uma sabedoria antiga: versos de ouro, caminho áureo. Preparação: 01. Honra em primeiro lugar os deuses imortais, como manda a lei. 02. A seguir, reverencia o juramento que fizeste. 03. Depois os heróis ilustres, cheios de bondade e luz. 04. Homenageia, então, os espíritos terrestres e manifesta por eles o devido respeito. Purificação: 05. Honra em seguida a teus pais, e a todos os membros da tua família. 06. Entre os outros, escolhe como amigo o mais sábio e virtuoso. 07. Aproveita seus discursos suaves, e aprende com os atos dele que são úteis e virtuosos. 08. Mas não afasta teu amigo por um pequeno erro. 09. Porque o poder é limitado pela necessidade. 10. Leva bem a sério o seguinte: Deves enfrentar e vencer as paixões. 11. Primeiro a gula, depois a preguiça, a luxúria, e a raiva. 12. Não faz junto com outros, nem sozinho, o que te…

Read more

Como uma máquina e como uma plataforma para a vida, o corpo humano é impecável. O único problema é que ele não leva você a lugar nenhum; ele brota da terra e retorna de volta para ela. Esses dois anseios — preservar e expandir — não são forças opostas. Isso não é o suficiente? Em certo nível, isso é o bastante. Mas, de alguma forma, uma dimensão além da fisicalidade se infiltrou neste maravilhoso mecanismo. Essa dimensão é a própria fonte da vida. É isso que, realmente, nos faz ser quem somos. Em toda criatura, planta e semente, isso está em ação. Em um ser humano, essa fonte de vida é ainda mais magnificamente óbvia. É por isso que os seres humanos parecem viver em uma luta constante entre o físico e a dimensão que está além. Embora você tenha a compulsão do físico, você também tem a consciência de…

Read more

Nossas convicções, também chamadas de crenças, são as lentes e os filtros que usamos para descrever e interpretar o que vemos e o que sentimos. A partir delas assumimos nossas posturas diante do que vivemos. É a forma como a realidade se apresenta no campo individual. Normalmente é um pensamento que temos e que repetimos mentalmente e algumas vezes até verbalizamos. O modelo mental que adotamos foi construído ao longo de nossa vida, recebeu influências e interferências dos nossos contextos familiares, dos ambientes das várias experiências e relações, e é atualizado diariamente. Existem convicções que nos fortalecem e outras que limitam nossas ações, e ambas impactam com força os resultados que podemos obter. Cabe refletir se as crenças que alimentamos nos  impulsionam ou nos atrapalham. São pensamentos que nos fazem duvidar de nossa capacidade, potencial, força e determinação? São pensamentos que nos dão confiança, poder e coragem para realizar? Quando…

Read more

20/40