rainbow on sky over sea

‘Houve tempos em que cada um de nós experimentou em sua vida uma sensação mais profunda de conexão, inteireza e pertencimento do que normalmente sentimos. O mais provável é que esses momentos extraordinários de sabedoria, amor e vivacidade mais profundas surgiram inesperadamente. Pare um instante para relembrar esses momentos especiais, quando se sentia mais plena e alegremente vivo… quando sentiu o contentamento de agir no máximo de sua capacidade… quando permitiu que seu coração se abrisse delicadamente para amar e ser amado… quando se encontrava no fluxo e se sentia em perfeita harmonia com o mundo onde vive. Relembre esses momentos quintessenciais em sua vida e em seu trabalho, que se destacam e brilham… esses tempos em que você realmente ajudou alguém ou quando permitiu realmente que alguém cuidasse de você… tempos quando, por um momento intemporal, você vislumbrou e compreendeu o assombro que é a criação e o se…

Read more

‘O verdadeiro valor da meditação torna-se aparente com o passar do tempo, à medida que a bondade e o desvelo se transformam em uma segunda natureza. Quando aprendemos a nos libertar do palavrório extrínseco que tumultua a mente, descobrimos que a verdadeira natureza – o eu essencial – é um centro de consciência, paz e compaixão. Agir gentil e amorosamente com os outros torna-se nosso autêntico estado de ser, ao invés de uma mera exibição exterior.’ – Joel e Michelle Levey

‘A maioria das pessoas investe inconscientemente enorme quantidade de energia e atenção na organização do pensamento para manter a ilusão de sua narrativa pessoal. É mais provável, no entanto, que um meditador considere sua história de um modo mais leve, considerando sua natureza relativamente verdadeira ao mesmo tempo em que se mantém aberto para o Mistério da totalidade que é sempre mais vasto e maravilhoso do que as nossas mais criativas fantasias.’ – Joel e Michelle Levey

‘A vida não tem sentido. Cada um de nós tem sentido e nós o atribuímos à vida. É bobagem fazer a pergunta quando você é a resposta.’

Read more

‘Mas há aqueles que matam: matam por desporto, por divertimento, matam para obter lucro – por exemplo, a indústria da carne. São os mesmos que destroem a Terra, espalham gases venenosos, poluem o ar, as águas, e poluem-se uns aos outros. É o que estamos a fazer à Terra e a nós próprios. Viver sem causar sofrimento ou morte a outros significa não matar um ser humano nem qualquer animal, por desporto ou para sustento.’ – Jiddu Krishnamurti

‘Tudo o que é necessário é a impecabilidade, energia, e isto se inicia com um ato singular, que deve ser deliberado, preciso e constante.’

Read more

‘O ser humano tem necessidade de coisas duradouras, constantes, permanentes. Isso nos dá segurança, tranquilidade, uma certeza de continuidade. É reconfortante saber que as coisas vão permanecer estáveis para sempre. Contudo, as estações do ano mostram que todas as coisas são mutáveis e nada é permanente. Ou, de outro modo, tudo é impermanente. O que ocorre é que nós, seres humanos, somos apegados às pessoas, às coisas e às situações. É comum querer que as coisas sejam permanentes. Muitas vezes, preferimos a ilusão do duradouro à realidade da mutação e da impermanência. Queremos que a vida seja do jeito que idealizamos e não do jeito que a vida é. Lidar com a impermanência é um exercício de aceitação da realidade. Desejar que um objeto, uma pessoa, ou uma parte da vida nunca se altere é aleijar a existência. Como nada na Natureza existe de forma isolada, tentar manter algo inalterado…

Read more

‘A Psicologia Formativa concebe o corpo como um processo vivo, subjetivo, evolutivo, em contínua transformação e organização de si mesmo. Somos criaturas corporificadas e passamos por uma série de formas ao longo da vida, um contínuo de transformações do nascimento à morte. Estas formas são parte de um processo organizador que “corporifica emoções, pensamentos e experiências em uma estrutura”. O ser humano é simultaneamente biológico, pessoal e social. O corpo humano é emocional, cognitivo, linguístico e cultural. Toda experiência humana é necessariamente corporificada e está fundada em uma organização anatômica. Isto inclui o sentir, o pensar, o imaginar e o sonhar. Concebemos anatomia como uma realidade pulsante, multidimensional, rítmica, plástica e em constante movimento; de forma alguma uma estrutura estática.’ – Stanley Keleman

‘Os hábitos diários e ações repetitivas são um aspecto decisivo do carma humano e merecem um exame constante. É falso pensar, como fazem os desatentos, que um indivíduo atarefado não pode mudar sua agenda. Pintar a si mesmo como “escravo da situação” é uma forma infantil de negação da responsabilidade. Os acomodados se colocam como espectadores da sua própria vida. Esperam que o mundo inteiro obedeça aos seus desejos. Trilham o caminho da derrota. A verdade é que o fluxo da vida é plástico e se altera o tempo todo. Quando o cidadão eleva e purifica o ponto de vista desde o qual observa o conjunto de tarefas que dependem dele, começa a perceber o potencial de mudanças para melhor que estava oculto diante do seu olhar. A Raja Ioga ensina que a mente se adapta àquilo que está diante dela e àquilo em que pensa. Suponhamos que um estudante…

Read more

‘Curo a minha família curando em mim a representação psicológica que tenho da minha infância, de minha mãe, meu pai, marido, filho, etc. Curo meu país e a humanidade cumprindo meus deveres e expandindo os níveis de honestidade, transparência e ética em minha vida. Isso se consegue avançando no autoconhecimento e no autoaperfeiçoamento. Não estamos isolados do carma da humanidade, do país ou da família em que vivemos, mas temos o dever de não nos deixar levar pela correnteza. Mais do que sofrer a influência externa, devemos influenciar positivamente o que nos rodeia.’ – Joana Maria Pinho

10/29